Su & Je

As aventuras de uma família de imigrantes vivendo no Canadá

Resumo – 3 meses em Ville de Québec

Posted by Jeison em 30 de setembro de 2010


Isso mesmo, amanhã completaremos 3 meses que saímos de Montréal e nos mudamos para a cidade do Québec, que para quem não sabe, é a capital da província de mesmo nome, Québec.

Québec é a capital, mas para os padrões brasileiros ainda é uma cidade pequena, com cerca de 470 Km² e sua população na casa dos 500.000 habitantes, tem uma densidade de quase uma pessoa por Km². Se somarmos as cidades vizinhas, teremos uma população na área metropolitana de Québec chegando a 715.500 pelo senso de 2006. Aqui, no padrão deles já é uma cidade média-grande. Não achei informações mais atuais, mas não deve estar muito longe disto, se alguém tiver novos dados, por favor me mande o link.

A nossa impressão daqui, é de uma cidade pequena sim, mas bem aconchegante, muito segura, muito bonita, bem turística, mas as coisas demoram a acontecer, principalmente para quem veio da velocidade de São Paulo. Mas tem alguns problemas sim, aqui não tem um sistema de transporte público eficiente, ok, tem ônibus, mas se você mora de um lado da cidade e quer ir trabalhar do outro lado, com os ônibus você gastará quase duas horas pra fazer isso, mesmo pegando as linhas expressas, coisa que de carro você faz em menos de meia hora. Outro problema de infra-estrutura que vimos aqui, e que existe em Montréal também, são as pontes que entram e saem da cidade, Montréal por ser uma ilha, e aqui por ser a beira rio, existe muita gente que trabalha ou mora do outro lado do rio, e nos horários de pico, cria-se um verdadeiro congestionamento por causa que afunila todo mundo na ponte, que nos faz lembrar muito nossa cidade brasileira. E nós que não precisamos pegar a ponte, acabamos prejudicados pelo transito também. O bom aqui, é que o congestionamento é só nos horários de pico mesmo, uma hora mais tarde já está tudo livre e flui perfeitamente, não é como SP que até a meia noite ainda tem engarrafamento na Marginal !!! Há alguns projetos em votação para melhorar isso, entre eles um trem de superfície que formará um U saindo de Lévis, passando o rio, passando, cortando Québec, passando o rio novamente e terminando em St. Romuald, e com isso, espera-se diminuir muito a quantidade de carros cruzando a ponte no vai-vem do trabalho. Vamos ver se esse projeto sai do papel !
Um outro ponto de déficit, mas isso acho que é no Canadá todo, são as creches, é praticamente impossível encontrar uma creche subsidiada pelo governo com vagas abertas. Pra falar a verdade, está difícil até de arrumar vagas em creches particulares, e isso tem sido um problema muito grave para nós, que não queremos deixar nossa pequena numa dessas que eles dizem “em meio familiar”, que na verdade é uma familia normalmente de imigrantes também, que a esposa fica em casa e cuida de até 6 crianças, mas estas não tem um programa educativo nem nada do gênero, as crianças ficam só brincando, assistindo TV ou dormindo. Nos buscamos um lugar com cara de escolinha mesmo, onde ela possa evoluir, aprender mesmo que seja só o se comunicar em francês, mas está difícil isso, e se ela não estiver na creche, a Susana fica impedida de trabalhar, estudar ou qualquer outra coisa, pois fica presa em casa, o que é muito ruim pra nós…

Bom, agora que conhecem Québec, vamos falar de outras coisas…

Muitos perguntam ainda o motivo que nos levou a sair de Montréal e vir pra cá, bom, é bem complexo ou simples isso, e não quero influenciar a ninguém a seguir os meus passos, alias, esse foi o motivo que me levou a parar o blog por esses três últimos meses, não queria ninguém me seguindo, mesmo porque eu não sabia para onde estava indo… Mas o motivo pelo qual trocamos de cidade começou com nosso contrato de aluguel, assim que chegamos, pegamos um contrato de 3 meses que um amigo nos passou, ótimo apartamento, preço muito bom, bem localizado, perfeito para nós !!! Nós não sabíamos ao certo onde moraríamos após esses 3 meses, estávamos conhecendo a cidade ainda, e quando decidimos que poderíamos ficar lá por mais 1 ano, já era tarde demais, o apartamento já estava alugado para outra pessoa, só nos restou procurar outro apartamento, rodamos muito a cidade, muito mesmo, e não encontramos nada no mesmo padrão e preço, somente fora da ilha, mas ai tinha o problema da ponte, transito, etc… Não tínhamos saído de SP para enfrentar os mesmos problemas de novo, não ia pegar 1 hora de congestionamento na ponte pra ir pro trabalho. Paralelamente a este problema, não estava sendo tão fácil assim conseguir emprego quanto eu tinha em mente, as poucas entrevistas que fiz não deram frutos, sempre esbarrava no idioma que eu não dominava, e tinha que dominar os dois. E nossos amigos aqui de Québec estavam nos chamando, dizendo que aqui as coisas seriam mais fáceis. Nosso tempo de decisão estava se esgotando, não podíamos mais esperar pra nos decidir o que fazer, em um mês tínhamos que sair do apartamento, foi quando conseguimos um apartamento para alugar aqui em Québec, no mesmo prédio de nossos amigos, pronto, não dava mais pra pensar nem voltar atrás, novo contrato assinado, mudança planejada, tudo reservado, caminhão, etc etc etc… Foi isso que nos levou a mudar de Montréal pra cá, e por isso que não queria ninguém me seguindo, não foi algo totalmente “pensado”, simplesmente aconteceu assim… Hoje, olhando pra trás vejo que se eu tivesse ficado em Montréal, teria conseguido sim emprego e já estaria trabalhando, hoje vejo que não cheguei aqui na melhor época para conseguir emprego como havia imaginando quando ainda estava no Brasil, o boom das contratações acontece mesmo agora, entre Agosto e Setembro, e não, acho que a melhor época pra chegar seria em Junho/Julho, daria tempo de ver toda a documentação, procurar uma casa, e depois trabalhar, mas ai, vem outro problema, a época boa pra conseguir um bom imóvel é em Março/Abril, que sinuca hein ???

Voltando ao resumo, chegando aqui, passamos 1 mês em um apartamento temporário até podermos nos mudarmos para o apartamento definitivo no dia primeiro de Agosto, estamos morando em um apartamento um pouco menor do que tínhamos em Montréal, sentimos falta de espaço, mas tem suas vantagens, ficou mais organizado e mais fácil de limpar, mas ano que vem, queremos um dois quartos novamente. Nesse primeiro mês, transferimos todos nossos documentos para cá, pedimos a transferência da francisação para cá, assistimos todas as palestras do departamento de imigração, e aproveitamos muuuuuuuuito o festival de verão que rolou por aqui.
Agosto foi um mês crítico, nossas reservas financeiras acabaram, esperávamos o curso de francês que não chegou, e comecei a trabalhar na cozinha de um restaurante aos finais de semana pra começar a tentar equilibrar o dinheiro que saia com um pouco que entrava. Passamos um mês bem complicado, a bolsa e o curso de francês não saíram e as contas ainda estavam no negativo. Ai vem fulano e diz: Mas vocês não se planejaram, não previram o quanto iam gastar de dinheiro ?? Bom, é claro que me planejei, mas é complicado, não tinha planejado mudar de cidade, nem comprar um carro, mas foram necessidades que apareceram e fomos colocando o pescoço na forca sem perceber, na esperança de sermos logo chamados para o curso de francês e um pouco de dinheiro começar a entrar…
Em Setembro comecei a ir todos os dias para o restaurante, afinal não recebemos nenhuma boa notícia do governo no que diz respeito ao curso de francês, e dessa forma consegui respirar melhor e começar a acertar nossas contas. Outra boa notícia mas nem tanto assim, é que fui chamado para trabalhar na minha área para a prefeitura da cidade, fui aprovado num processo seletivo que começou em Junho, e o resultado saiu agora, em Setembro, mas não vou trabalhar como analista como eu queria, e sim num estágio em analise de sistemas, o salário não é muito bom, mas é um começo, é minha primeira experiência na área e tenho certeza que isso me abrirá muitas portas no futuro.
Agora em Outubro, começo o meu estágio, e a Susana fará um curso de francês gratuito, mas sem bolsa, pois a do governo ainda não chegou. Estamos conversando e provavelmente ela fará durante o inverno um curso de francês na faculdade de letras da universidade Laval, que fica aqui perto de casa, o bom, é que com esse curso podemos pedir uma bolsa que pode chegar a oitocentos dolares por mês, e dessa forma podemos unir o útil ao agradável.

Anúncios

16 Respostas to “Resumo – 3 meses em Ville de Québec”

  1. Jaison said

    Oi Jeison, tudo bem? Que bom ouvir notícias de vocês… Este relato é muito importante para quem ainda está no Brasil porque realmente esse começo de vida aqui é muita ralação. O meu marido já veio trabalhando, mas ainda assim o começo é bastante puxado! Fico feliz em saber que conseguiu uma posição na sua área, mesmo que sendo em um estágio, porque já abre a tal experiência canadense!
    Desejo tudo de muito bom para vocês por aí, e seguimos trocando informações!

    Abraço,
    Pati

  2. Raquel said

    Olá,
    Sendo assim você indicaria qual época do ano prá chegar? rs
    A todo momento pesquiso, penso, leio e leio, e não chego a uma conclusão…
    Sabe de quanto tempo em média tem demorado para abrir turmas do curso de Francês do Gorverno?
    Existe uma fila?

    Obrigada

    • Jeison said

      Raquel, isso é bem pessoal, eu Jeison, se fosse vir novamente pra cá, escolheria Julho pra chegar por causa do emprego.
      Quanto a francisação, existe sim uma fila, mas não sei que critérios eles usam, pois estamos nessa fila a seis meses e ainda não temos previsão de estudar…

  3. Nossa que bom ter noticías de vocês, pra mim o blog de vocês é um dos mais “dentro da realidade” e nos ajuda MUITOOOOOOO a planejar e pesquisar mais…Obrigada por compartilhar um pedaço da vida de vocês conosco leitores.

    Deus abençoe a jornada de vocês.

    Fernanda

  4. Fábio said

    Oí Jeison! Tudo bem?

    Unh! Deixa eu comecar pelo começo… rs!
    Eu e minha esposa estamos pra receber os vistos, tinhamos inicialmente vontade de morar em uma cidade menor, mas pela facilidade de pesquisas acabamos fazendo os nossos planos para Montréal mesmo, depois com um tempo e conversando com uma professora de francês de Montréal, ela nos falou que a melhor opção seria irmos para Ville de Québec (já que temos apenas inglês básico do básico). Temos amigos que pretendem morar lá futuramente, porém estamos cheios de dúvidas.

    Lendo esse post no Blog de vocês fiquei pensando em várias situações!!
    Acho que essa dúvida na verdade só poderemos tirar quando estivermos aí.

    Obrigado pelas informações!
    Parabéns pelo Blog.

    Abraços…
    Fábio
    Blog: Sonho Retado

  5. Bruno Pedreira said

    Olá Jeison.

    Você citou que começou a fazer um curso particular de francês enquanto a francisação não era autorizada. Qual é a média de preço desses cursos aí?

    Que post maravilhoso cara. Sempre li coisas de que o Canadá é perfeito para morar. Todos as pessoas que fazem esse processo de imigração que estamos fazendo pintam um quadro perfeito mas não falam realmente das dificuldades. Gostei de você ter aberto meus olhos! Não é bem da forma que algumas pessoas dizem. Acho que depois que passa esse turbilhão o pessoal se esquece de como foi complicado.

    Bom, essa informação é super importante pra mim. Quero me preparar para entrar num curso de francês imediatamente a minha chegada.

    Muito obrigado.
    Bruno Pedreira

    • Jeison said

      Bom dia Bruno,

      Bom, antes tarde do que nunca…

      O preço do curso é de 50$ por sessão, que dá uns 3 a 4 meses mais ou menos… E bota ai mais uns 50$ de material.

      Fico feliz de ver que podemos ajudar…

      Abçs e boa sorte !
      Jeison

  6. Olá Jeison,

    Gostei muito do seu relato. Tem dicas importantes como a melhor época para arrumar emprego, a melhor para arrumar moradia, dificuldades em relação ao programa de francisação. Muita informação interessante.

    Abraços,
    OsCunha Daniel

    • Jeison said

      Opa Daniel,

      Obrigado,
      Sei que o blog anda um pouco “de lado” e está atualmente deixando um pouco a desejar, mas depois que você se estabelece aqui, não consegue mais dar aquela dedicação que o blog merece… Mas vou tentar mante-lo a medida do possível.

      Abçs
      Jeison Souza

  7. Igor Silva Batista said

    Olá, Jeison. Gostaria de saber que tipo de bolsa é essa que a sua esposa estava esperando? Aonde vcs encontraram ela?
    Acho uma alternativa legal principalmente pra quem está com dificuldade de encontrar emprego. Essa é uma realidade.
    Achei legal o fato de vc ter trabalhado em um restaurante….é dificil não podermos encontrar um trampo na área da gente mas faz parte da vida passar por esses desafios.

    Muito legal o blog.

    Abs

    Igor e Lygia

    • Susana said

      Oi Igor e Lygia!
      Estou respondendo,pois marido anda sem tempo..e eu estou afastada do serviço,devido a minha gravidez….que aqui,em alguns lugares é proibido trabalhar grávida,porém,recebo salário pra ficar em casa!:)
      Esta bolsa eu recebi indo ao MIC,que vc encontra assim que chegar ao Canadá,mas,demora muito se vc não for atrás…fiquei 6 meses na ESPERA…daí,mandamos email e fax reclamando,e,no outro dia,recebi a chamada
      pra ir estudar!E,tudo foi encaminhando bem,graças a Deus,o Je passou num teste da prefeitura,e eu o substitui no restaurante,que trabalhei durante 9 meses…engravidei e fui afastada,parece que em hospitais,escolas e restaurantes é proibido trabalhar grávida,mas,recebi o salário Preventivo e agora recebo do governo,que nos dá muitas ajudas,principalmente pra quem tem filhos,eles dão apoio e ajudam uma parte da escola,por exemplo,dos 37 que pago,25 eles dão de ajuda!:)
      Espero ter respondido as expectativas…
      Boa Sorte!!!!!!
      Su

  8. jorge said

    Olá, fiquei pensando, pois meus planos é ir para Ville du Québec, e vou como enfermeiro, sei que precisarei do curso de Frances e da integralização Cegep para validar meu diploma e sei que isso demora para conseguir. Então quando mais ou menos vc acha que eu deveria levar para começar a vida aí. Estarei indo só e quero levar dinheiro para mais ou menos os 6 primeiro meses. Agradeço a resposta. Sim, valeu apena ter se mudade,e existe faculdade de medicina em Ville? Obrigado

  9. Redtube X videos Porno Nacional – Videos porno,Redtube brasil,Red tube br,videos do redtube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: