Su & Je

As aventuras de uma família de imigrantes vivendo no Canadá

Archive for the ‘Utilidades’ Category

Québec, uma nação

Posted by Jeison em 24 de junho de 2010

Engraçado como algumas coisas só começam a fazer sentido aqui…

Na época que eu estava estudando francês, achava muito estranho o jeito que o Québec província se referia a algumas coisas, como por exemplo chamar a sua capital, que é a cidade de Québec de capital nacional, ou a festa de Saint Jean de festa nacional, entre outras coisas.
Pensava eu, que povo mais metido a besta, que nacional o que !!! Ottawa capital do Canadá que é a capital nacional !!! E sempre achei que isso era obra destes separatistas radicais…

Esses dias, descobri uma palestra que foi ministrada pela Catherine Potvin, que é a proprietária da École Québec, onde estudamos francês, a palestra se chama “Canadá, um país e duas nações”, e é uma grande aula de história sobre o Canadá, e eu não sei porque quando ainda estávamos no Brasil, mas com a cabeça só na entrevista, CSQ e tudo mais, não conseguimos ou pelo menos não consegui captar todo este espírito da nação Québec.

Audio da Palestra: Canadá, um país, duas nações

Ouvindo a palestra, senti muito mais forte o que isso significa, e entendi também que agora eles tem o direito de dizer capital nacional, pois o governo federal já reconhece o Québec como uma nação distinta dentro do Canadá, o que é muito legal, apesar de na prática isso não mudar nada, mas muda muita coisa no sentimento do povo quebecois, que sofreu muito na mão dos ingleses.

Hoje, é o dia de Saint-Jean, e tenho escutado e sentido bastante este orgulho do povo de ser reconhecido como nação, da vontade de preservar o idioma francês bem como sua cultura, mesmo aqui em Montréal, que já está bastante anglofona este sentimento é bem nítido. Só assistir o show da fête nationale que você verá isto !!

Bom, depois de ouvir o audio da palestra e deixar de ser tão ignorante, nunca mais acharei estranho ao ouvir capital nacional referindo-se a cidade de Québec, vou achar muito correto e que é bem merecido !!

Abraço a todos.

Anúncios

Posted in Canadá, Utilidades | Etiquetado: , | 3 Comments »

Permis de Conduire – SAAQ – Parte I

Posted by Jeison em 27 de maio de 2010

Pessoal, como muito de vocês já devem saber, aqui no Canadá, podemos dirigir com nossa CNH somente por 90 dias, e recentemente não sei a data certa, mas a carteira internacional de habilitação não está mais sendo aceita por aqui.

Então, para quem pensa em continuar dirigindo por aqui, é essencial que faça a troca da carteira brazileira pela canadense. Na provincia do Québec, quem faz isto é a SAAQ (Société de l”assurance automobile du Québec), que é como se fosse o nosso Detran.

O primeiro passo, é entrar no site da SAAQ, e procurar o telefone da unidade mais próxima de você, isso pode ser feita neste LINK do próprio site da SAAQ.

Depois, basta ligar lá, e marcar um rendez-vous para échange de permis de conduire, que no nosso caso, conseguimos um em 10 dias, a pessoa coleta algumas informações suas e te dá a data mais próxima.

Nos fomos para a unidade de Henri-Bourassa, e lá chegando, descobri que o horário do rendez-vous é um mero referencial, pois é por ordem de chegada com senha que pega na entrada.

Depois de esperar uns 30 minutos, fui chamado para uma das mesas, onde o rapaz perguntou o que eu queria fazer, solicitou documentos como CSQ, CRP, comp. endereço, Passaporte, CNH, e a equivalência ou a tradução da CNH.

Me informou que minha carteira brazuca era para carro e moto, mas que eles iriam considerar somente a de carro, que para moto eu deveria começar do zero, e me perguntou se eu queria fazer a prova teórica neste mesmo dia, eu disse que sim, tive que pagar a taxa de CAD$ 10.00 na hora, que pode ser paga com dinheiro, débito ou crédito, e depois me encaminhou para o exame de vista, que é ridículo, imaginem um losango, e dentro dele, 4 tabuleiros de xadrez, um deles tem os quadriculados um pouco mais largos que os outros tres, e ele só te pergunta, está pra cima, pra esquerda, pra direita ou pra baixo, e vai diminuindo a imagem, eu uso óculos, mas fiz o exame sem, pois não queria que saísse a obrigatoriedade de uso na carteira, frescura, mas achei melhor assim, eu acertei até o nível 5, o sexto desenho eu já não estava mais vendo nada, ainda bem que depois que respondi a direção, ele me parabeniza e diz que está ótimo, ufa !!! na marca !!!

Exame de vista realizado, sou encaminhado para tirar uma foto, colhem a minha assinatura e depois vou para a sala de exames, onde sou posicionado em um computador, que dá até medo, acho que nem os Flinstones usavam algo tão arcaico, bom, tem 5 botões (A, B, C, D e confirma) e uma tela. Pode usar dicionário se você quiser e não tem tempo limite pra fazer a prova, então eu aconselho, façam com calma, e leiam bem a questão e as respostas, ficou na divida, dicionário. Algumas perguntas são sobre estatísticas de mortes no transito por exemplo, que claro, eu errei, mas a maioria é sobre legislação e do tipo:
Tem um pedestre atravessando a rua:
a) você acelera, buzina e passa na frente dele.
b) você só para se existir um farol de pedestre e estiver verde para ele.
c) você para mesmo se não existir um farol de pedestre.
d) você diminui a velocidade e buzina pra chamar a atenção do pedestre.

Claro que é a C, então, lendo com calma, dá pra passar tranquilamente. Recomendo também, fazer alguns simulados do CD AUTOREUSSITE, que as questões são quase idênticas, então eu dei uma boa treinada com ele, (utilizem a opção exame global)

O exame é dividido em 3 partes: placas, segurança e legislação, sendo 16, 16 e 32 questões respectivamente, e você pode errar no máximo 4, 4 e 8, e para cada questão respondida, o computador avisa se você errou.

Assim que acaba o teste, você volta no balcão, recebe as felicitações, afinal, você reussi, e recebe um papel dizendo que foi aprovado nos 4 exames (vista, placas, segurança e legislação) e já pode marcar o exame prático.

Em um último balcão, a menina confere o seu endereço, te dá um recibo, e diz que vai receber em sua casa alguma coisa em 5 dias, eu não entendi bem, mas acho que é uma carteirinha que te permite fazer a prova prática, só esperando pra saber.

Bom, é isso, quando eu fizer a prova prática eu conto como é.

Abraços

Posted in Canadá, Utilidades | Etiquetado: , , | 3 Comments »

Achat d’une voiture au Québec

Posted by Jeison em 21 de maio de 2010

Andei pesquisando sobre a compra de um carro na província do Québec, e descobri o seguinte:

Quem comprar o carro em uma agência, concessionária, etc, deve pagar além do preço do carro anunciado, dois impostos:

* TPS (Taxe de vente sur les Produits et Services) que se paga no próprio comerciante, que não sei quantos % é,

* TVQ (Taxe de Vente du Québec), que se paga na própria SAAQ com cartão de débito, e é de 7.5% sobre o valor da venda.

A vantagem, é que a agencia cuida de tudo pra você, você só pega o carro pronto e está tudo perfeito…

Quem compra o carro de um particular, que é o nosso caso, paga-se só a TVQ.

O processo para registrar o carro em seu nome, é bem rápido e tranquilo.

Vá com a pessoa que está lhe vendendo o carro a uma agencia do SAAQ (espécie de Detran daqui). Lá, será solicitado o documento atual do veículo, a habilitação do vendedor, ela vai perguntar a forma de pagamento do veículo, no caso a vista, e vai devolver ao vendedor a quantia proporcional a matricula que a pessoa não utilizou, por exemplo, o carro estava licenciado até outubro, mas você vendeu antes, então não precisava ter pagado tanto, eles te devolvem o que sobrou. Qualquer semelhança com o Brasil, é porque você deve estar louco mesmo, pois não tem nada de parecido… Depois disto, ela calcula o imposto + a taxa de matricula até o período seguinte, te dá o valor total, e você passa seu cartão de débito. Feito isso, ela te dá uma tirinha de papel com os dados do veículo (só marca, chassi e cicindrada,  e seu nome, nada parecido com a do Brasil, e te dá uma placa nova, isso, uma, pois aqui só se usa placa atrás, na frente normalmente só tem um adesivo com o nome da concessionária. E voilá !!! O carro está no seu nome…

ã, como assim ?? Não, eu não esqueci de nada não, você mesmo pega a sua nova placa e coloca no seu carro, se o vendedor quiser, pode ficar com a placa velha de recordação, hein ?? Lacre ?? Que ? Vistoria ? O que é isto ??? Que pensamento mais Brazuca !!! Pra que isso ? Só da trabalho… você mesmo coloca sua placa e tá bom assim !!! Simples assim…

Ainda não estou bem certo se a placa é da pessoa, ou se a placa é a combinação da pessoa + carro, e quando comprar um novo carro a pessoa ganha uma nova placa ou se troca a placa de carro.

Mas agora começa outra novela, Seguro…

Como recém imigrante, sem a carta do Québec ainda, sem histórico, tenho que achar uma seguradora que aceite meu histórico do Brasil.

Isso fica para um próximo post…

À bientôt

Posted in Canadá, Utilidades | Etiquetado: , , | 9 Comments »

Tirando os primeiros documentos

Posted by Jeison em 15 de maio de 2010

Nós demoramos um pouco antes de começarmos a ir tirar os documentos, sei que tem gente que já chega aqui e no dia seguinte já fez tudo, eu inclusive pensei em fazer isso, mas a primeira semana se foi, e só quase 10 dias depois começamos a nos mexer…

A primeira coisa que providenciamos foi a tradução de nossas carteiras de habilitação brasileira, isso é necessário para apresentar no SAAQ para podermos pegar a carteira de habilitação canadense sem precisar passar um ano com a provisória. Para tanto, descobrimos que o consulado é o local mais barato que faz esse tipo de tradução, CAD$ 21.00 por carteira, mas ao chegarmos lá, descobrimos que eles não aceitam pagamento em dinheiro, cheque pessoal ou cartão, só cheque administrativo ou money order, e como tem uma agencia do correio no mesmo quarteirão, fomos nós lá fazer a tal da money order, ficou em 42 dolares, mais 5,50 de taxas, total $47,50 as duas carteiras. Levamos o papelzinho do correio dizendo que pagamos, e entregamos nossas habilitações e passaportes, e o atendente foi tirar as cópias. Abre parênteses, que delicia poder ser atendido em português, tinha até esquecido como isso é bom !!!, fecha parênteses. Nesse meio tempo, encontramos um amigo da época da école, que estava lá aguardando para pegar a carteira traduzida, o Anderson, estava bem diferente com as roupas de frio, quase não nos reconhecemos… kkkk Mas foi muito bom ver um rosto familiar… Enquanto eu conversava com ele no balcão do consulado, a Su acabou fazendo amizade com uma nihon-jin (descendente de japonês) do paraná, Paula Matumoto, mas esse encontro das duas vai render um post só sobre isso…  hehehe, aguardem o próximo capítulo… Atendente nos devolve os passaportes e habilitação, e daqui uma semana, voilá, nossas traduções estarão prontas.

Segundo documento que tiramos foi o cartão da assurance maladie ou carte du soleil como eles dizem aqui, pois a carteirinha tem um sol desenhado…
Foi tudo bem simples, chegamos e nos apresentamos na recepção, depois esperamos cerca de dois minutos até nos chamarem, precisamos dos passaportes, os originais do comprovante de residência permanente (aquele papel que grampeiam em seu passaporte quando faz o landing em Toronto), e um comprovante de endereço, que no nosso caso, usamos uma fatura da FIDO que já havia sido enviada para nós por correio, é aceito também o Bail (contrato de aluguel), ou uma carta do responsável pelo imóvel, no caso de não estar no seu nome. Fora os documentos apresentados, só precisamos responder perguntas básicas e assinar os formulários que a atendente preencheu. Não foi muito rápido, mas deu tudo certo, depois só precisamos tirar as fotos para colocar nas carteirinhas, lá mesmo, menos $8 doletas pra cada um, menos a Rebecca, pois menores de 14 anos não precisam de foto na carteirinha. Pronto, missão cumprida !!! Agora é só esperar a carteirinha chegar. Ah, detalhe, que eu estava em dúvida. Sabiamos que há uma carência de 90 dias ou 3 mêses para termos a cobertura do sistema de saúde daqui, mas não sabíamos se contaria da data que chegamos (25/04) ou da data que estávamos solicitando os documentos (07/05), e no final não é nenhuma das duas datas, o que importa é o mês de chegada.  No nosso caso, chegamos em Abril, então, a carência é Abril, Maio e Junho, e apartir do dia 1° de Julho estamos cobertos, ou seja, pelo fato de chegarmos quase no final do mês, ganhamos esses 25 dias da carência…  Huhu !!! Na verdade nossa carência será um pouco mais de 2 meses apenas e nossas carteirinhas devem chegar em casa na primeira quinzena de Julho em casa.

O terceiro documento foi o NAS, bem simples também, bastou os passaportes e comprovante de endereço, e em algumas semanas a carteirinha deve chegar aqui, mas o nosso numero já pegamos na hora. E no nosso caso, como residentes permanentes,  o numero é definitivo e será o mesmo por toda nossa existência no Canadá. Esse numero muitos dizem que é como o CPF, mas na verdade é o numero do seguro social, o qual devemos memorizar e jamais andar com ele para todos os lados, pois segundo o próprio agente do governo, se uma pessoa mal intencionada, de posse deste numero, seu nome e seu endereço pode facilmente abrir contas em seu nome, fazer empréstimos, financiamentos, e só te dar inumeras contas pra pagar e muita dor de cabeça, por isso acho que não é o nosso CPF, é bem mais perigoso que o CPF. Até agora só usamos no formulário do governo para pedir ajuda do governo para a Rebecca enquanto ocorre a francisação, e eles tem até um manualzinho que diz em quais situações podemos dar este numero e quando não devemos dar o numero. Pelo jeito a coisa é séria mesmo.

Bom, é tudo, por ultimo passamos pelo MICC, mas sai de lá decepcionado, pois é só uma reunião, que recebemos um monte de papeis, endereços e telefones e intruções do tipo: Se precisar de tal coisa, ligue nesse numero, se for essa outra coisa, vá nesse outro endereço, e assim vai… Não nos encaminharam pra nada, nem nos inscreveram em curso nenhum, nem analisaram curriculum nem nada, só falaram, no seu bairro tem uma organização tal XYZ que podem te ajudar. Saimos de lá cheio de papeis e com a impressão de “nada à acrescentar”… Bem diferente dos relatos de reunião do MICC que ouvimos dos amigos…

Abraços a todos !!!

Até breve…

Posted in Canadá, Utilidades | Etiquetado: , , | 9 Comments »

Mission Bon Accueil

Posted by Jeison em 7 de maio de 2010

Como havia comentado no post anterior, ontem nos inscrevemos na Mission Bon Accueil, e hoje bem cedo fomos lá retirar os alimentos que são doados.

É um pouco longe de casa, mas vale a pena, temos que pegar metrô, fazer baldeação e ainda andar uns 10 quarteirões, chegamos lá por volta das 8:30 e já havia uma grande fila formada que dava voltas, a imagem não era muito bonita, parecia aquelas filas de abrigo que agente vê nos filmes americanos, mas vamos ficando na fila e vamos percebendo que existem diversos tipos de gente, até os que chegam em carrões aos que realmente não tem nada, e tem bastante como nós, que acabaram de chegar e ainda não tem emprego fixo.

A fila vai andando e por volta das 10 horas, chegou nossa vez de entrar, e é tudo bem simples e organizado, ninguém tentou passar a frente de ninguém, eles pedem teu documento e checam na lista se você marcou, se o nome não está na lista, abraço !!!

Depois da checagem, a fila segue e vamos passando por diversos balcões, com diversos tipos de alimentos e os voluntários vão perguntando se você quer ou não, essa hora é bem rápida e a fila anda e mal há tempo de arrumar as coisas nas sacolas (que você tem que trazer de casa), depois de sair ai sim você para pra reorganizar as sacolas e se preparar para o caminho de volta pra casa.

Alimentos Mission Bon Accueil

Tinha um bazar também, com várias peças de roupas, novas e usadas com os preços mais bizarros possíveis, desde calças novas por $7 até toalhas usadas por $20, mas a Su não quis comprar nada pois já estávamos carregando 3 sacolas e a mochila e a Rebecca.

Bom, é isso, a fotinho com os produtos que pegamos está logo ai…

Quem quiser se cadastrar, é só clicar aqui.

Abçs

Posted in Canadá, Utilidades | Etiquetado: , , | 12 Comments »