Su & Je

As aventuras de uma família de imigrantes vivendo no Canadá

Você tem um lugar no Québec – Parte II

Posted by Jeison em 6 de novembro de 2009


Bom,

Eu fui lá no tal debate referente ao convite do Bureau de Immigration du Québec(BIQ) que recebemos (vide post: Você tem um lugar no Québec).

Bom, cheguei um pouco cedo, foi na Aliança Francesa perto da Praça da República, e de cara já fomos informados que teria um atraso, bom tudo bem, fiquei esperando e depois o pessoal conhecido foi chegando e ficamos todos conversando no Hall de entrada.

Não consegui informação sobre a bolsa de CAD$ 1.500,00 para estudar na Aliança, pois a pessoa que cuidava disso estava aplicando a prova do DELF e na saída ela estava em horário de almoço !!! GRRRRRRRR Mas estou com o e-mail e telefone dela, segunda-feira eu ligo.

Bom, a apresentação começou com a palavra de uma mulher, que me esqueci o nome agora, que representava a universidade de tecnologia de Québec, que falou algumas coisas, falou dos cursos, da cidade… Tudo em francês, muito claro e fácil de entender, consegui entender perfeitamente uns 85% a 90% de tudo que foi dito, o resto é porque faltou um pouco de vocabulário.

Depois veio um senhor, representando a universidade de Québec a Trois-Rivière, e o protocolo foi basicamente o mesmo, universidade, cursos, cidade e perguntas. Dessa vez tiveram umas duas ou três perguntas, o povo já foi perdendo a timidez…
Com um sotaque um pouquinho diferente, mas também consegui captar uns 90%, ueba !!!

Pierre Arcand

Pierre Arcand


Depois de uma pausa rápida, veio a Soraia Tandel, que é representante do BIQ em SP, falando em português, se desculpou pelo atraso do ministro que estava na Marginal, etc etc etc, mas logo trocou para o francês também e chamou o Ministro de Relações Internacionais do Québec, Sr Pierre Arcand. Muito polido, com um francês muito fácil de entender também, assim como os nossos políticos, falando com uma velocidade de tartaruga impressionante, o que facilitou a compreensão. Bom, como todo político, ele falou algumas coisas sobre o interesse do Québec por imigrantes, depois falou que era deputado e fez uma pequena campanha política para ele, e abriu para perguntas, que foram três, a Soraia se ofereceu para traduzir quem quisesse fazer perguntas em português, perguntaram em português porque tanto interesse especificamente por Brasileiros, e ele disse sobre a facilidade de integração na sociedade quebequense, que os últimos estudos mostraram que a comunidade Brasileira no Québec tem sido um sucesso !! Eba !! Tiveram outras duas perguntas que não me lembro agora… Logo ele agradeceu, saiu do palco e sentou na primeira fileira, mas o secretário dele já veio em seguida e o levou embora, enfim, mesmo com pouco tempo, achei muito interessante um ministro sair lá do Canadá e vir ao Brasil e dirigir a palavra à uns 50 futuros imigrantes !!

Teve também a Diretora de imigração Internacional – Sylvie Proulx, que não achei foto para postar aqui, ela já falava muito rápido e com um “R” muuuuito carregado, mas também consegui entender uns 80%, essa parte foi mais um manualzinho seguido por um power-point falando das coisas que temos que fazer quando chegar lá, das coisas que temos que fazer antes de sair daqui, dos prazos de validade de cada documento, de como obter a cidadania, o cartão de residente permanente, o do seguro saúde, etc…
No fim, foi aberto novamente a perguntas, ai eu já mais corajoso, estava ouvindo francês a mais de uma hora e meia, decidi fazer uma pergunta, claro, quis me aparecer mais que o povo que estava perguntando em português (poucos perguntaram em francês), decidi me juntar a estes poucos e quis fazer a pergunta em francês, levantei a mão, ela escolheu outro, ok, depois da resposta, levantei a mão denovo e denovo ela escolheu outra pessoas… Bom, isso se repetiu umas 5 vezes, quando finalmente chegou minha vez, bom, ia fazer a pergunta em fracês no meio de um auditório com todo mundo olhando pra mim, então estava nervoso pra burro, sentado mesmo disse em francês à ela: “Eu sei que para vocês a parte federal do processo é rápida, mas para nós é muito lenta. Existe algum tipo de pressão do governo para tornar esta parte mais rápida ?”. Não sei se disse tudo corretamente, pois imediatamente após deu um branco e já não sabia mais o que tinha dito, mas os colegas falaram que não disse nenhuma asneira não !! Uhu !! Bom, a resposta foi a que eu esperava mas não a que eu queria, ela disse que não, pois o processo de São Paulo é um dos mais rápidos do mundo, que tem o tempo deles validades os antecedentes criminais, os exames médicos, e etc etc etc, e que São Paulo é muito rápido !!!
Acho que ela pensou: “Pô, aqui é o mais rápido do mundo e os caras ainda reclamam !!!” KKK Mas e a ansiedade !! Eu tinha que perguntar isso !! hehehehe…

Mas valeu pela atenção que eles nos deram, valeu por treinar o ouvido, apesar de saber que eles devem ter valado mais devagar que o comum, mas fiquei muito feliz de entender o que foi dito e ainda conseguir fazer uma pergunta, tudo em francês !!!

É isso…
Se eu esqueci de alguma coisa, quem foi me corrija para eu consertar o post !!!

Abraços

Anúncios

3 Respostas to “Você tem um lugar no Québec – Parte II”

  1. Iury said

    Olá amigo, me interessei pela imigração à duas semanas, e com certeza seu blog é a minha melhor referência atualizada. Espero que consiga realizar o sonho em breve, muito obrigado pelas dicas. Logo logo eu criarei um blog tb =). Abraço

  2. […] quiser mais detalhes a respeito do conteúdo das palestras, Su & Je fizeram um relato mais […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: