Su & Je

As aventuras de uma família de imigrantes vivendo no Canadá

Archive for maio \07\-05:00 2010

Mission Bon Accueil

Posted by Jeison em 7 de maio de 2010

Como havia comentado no post anterior, ontem nos inscrevemos na Mission Bon Accueil, e hoje bem cedo fomos lá retirar os alimentos que são doados.

É um pouco longe de casa, mas vale a pena, temos que pegar metrô, fazer baldeação e ainda andar uns 10 quarteirões, chegamos lá por volta das 8:30 e já havia uma grande fila formada que dava voltas, a imagem não era muito bonita, parecia aquelas filas de abrigo que agente vê nos filmes americanos, mas vamos ficando na fila e vamos percebendo que existem diversos tipos de gente, até os que chegam em carrões aos que realmente não tem nada, e tem bastante como nós, que acabaram de chegar e ainda não tem emprego fixo.

A fila vai andando e por volta das 10 horas, chegou nossa vez de entrar, e é tudo bem simples e organizado, ninguém tentou passar a frente de ninguém, eles pedem teu documento e checam na lista se você marcou, se o nome não está na lista, abraço !!!

Depois da checagem, a fila segue e vamos passando por diversos balcões, com diversos tipos de alimentos e os voluntários vão perguntando se você quer ou não, essa hora é bem rápida e a fila anda e mal há tempo de arrumar as coisas nas sacolas (que você tem que trazer de casa), depois de sair ai sim você para pra reorganizar as sacolas e se preparar para o caminho de volta pra casa.

Alimentos Mission Bon Accueil

Tinha um bazar também, com várias peças de roupas, novas e usadas com os preços mais bizarros possíveis, desde calças novas por $7 até toalhas usadas por $20, mas a Su não quis comprar nada pois já estávamos carregando 3 sacolas e a mochila e a Rebecca.

Bom, é isso, a fotinho com os produtos que pegamos está logo ai…

Quem quiser se cadastrar, é só clicar aqui.

Abçs

Posted in Canadá, Utilidades | Etiquetado: , , | 12 Comments »

5@7

Posted by Jeison em 6 de maio de 2010

Não deu pau no teclado não…  5@7 é o termo usado aqui para dizer happy hour, das 5pm às 7pm…

Hoje fizemos duas coisas importantes, a primeira delas, foi ir pela manhã lá do outro lado da cidade nos inscrevermos na Mission Bon Accueil nos inscrevermos para a ajuda familiar. Já li diversas pessoas que foram benificiadas por esta missão, o mais recente foi o Jeferson no post “Cesta Básica”.

Essa missão tem diversas frentes de atuação, mas nos inscrevemos basicamente para participarmos da distribuição de alimentos, que ocorre duas vezes por semana, mas podemos ir apenas a cada 15 dias. Estamos mendigando aqui ? Não, mas se existe uma missão de apoio ao imigrante, porque gastarmos 300 dolares no mercado, se podemos ter exatamente os mesmos alimentos de graça ? A única diferença, é que o prazo de validade está para vencer nos próximos dias, mas e dai ? Nesse momento que estamos sem trabalho, se não tomarmos cuidado, o dinheiro vai embora mesmo !!
Amanhã vamos lá retirar alimentos, e depois eu posto fotos do que pegamos e como funciona direitinho… Terá também venda de roupas com preços bem baratos.
No Canadá existem diversas missões como essa, algumas grátis, outras você paga 1 dolar…|
Na volta, pegamos o que posso chamar de chuva 360°, pois tinha hora que vinha de trás, pela frente, de cima pra baixo, até de baixo pra cima choveu !!!
Explico: A chuva até que não era tanta assim, mas o vento que vem junto, tá doido !!! Muito forte, eu tinha que segurar o guarda-chuva pelas pontas, senão ele virava do avesso…  Será que é sempre assim ou demos logo de cara com o raro nas duas chuvas que pegamos aqui ?? Era impossível não se molhar, até nossa segunda saída programada do dia eu cancelei depois dessa…

Mas agora voltando ao título do post, participei de uma 5@7 organizada pelo AQIII (que é a Associação Québequence de Informáticas e Informáticos Independentes)e que aconteceu dentro do Philips Lounge na região central.

Foi tudo muito organizado e diferente de tudo que eu já tinha visto. Logo que você entra, você cola uma bolinha colorida na sua roupa, Amarela para dizer que não é membro, Verde para membros e Vermelha para recrutadores das empresas. Eu peguei a amarela, e na mesma mesa, você deixa um cartão de visita seu numa urna.

Passando isso, tem um bando de gente em pé, tomando cerveja, alguns comes e conversando e tudo  muito  descontraido, há música também. Mas ai você começa a reparar, e a maioria, é bolinha amarela abordando os bolinhas vermelhas e conversando sobre o que sabe fazer e trocando cartões de visita, como uma mini entrevista instantânea… Encontrei com o amigo Alcides lá, que foi quem me convidou, ele me apresentou uma headhunter responsável pelo primeiro emprego dele aqui na ilha, conversamos um pouco, trocamos cartões e fiquei de mandar meu CV para ela amanhã. Assim foi com mais alguns, ou era apresentado ou me apresentava e trocava cartão… Umas 6 e pouco, um dos membros falou sobre o calendário previsto, outras coisas que eu não entendi, e fez um sorteio de 4 entradas para um congresso que não entendi do que era também.

Esse encontro parece que ocorre a cada primeira quinta-feira de cada mês, e achei muito bacana, que além de praticar o francês na sua área você começa a conhecer mais pessoas e montar seu networking, amanhã tenho alguns CV’s pra mandar e vamos ver o que vai dar !

é isso ai, abraços a todos…

Posted in Canadá | Etiquetado: , , | 11 Comments »

Ma première entrevue d’emploi

Posted by Jeison em 5 de maio de 2010

Pois é, não leram errado não, hoje aconteceu a minha primeira experiência em uma entrevista de emprego por estes lados…

Tudo começou ainda no Brasil, quando uma pessoa da empresa ABACUS Resources Humaines mandou uma mensagem no grupo do yahoo “Canada Immigration Brazil” solicitando que pessoas que estavam prestes a chegar em Montréal entrassem em contato com ele. Bom, assim eu fiz, depois ele solicitou meu C.V. e disse para informa-lo assim que eu chegasse por aqui. Na semana passada eu mandei um e-mail com meus telefones daqui, e para minha surpresa, ontem o telefone tocou e um rapaz falando em inglês procurava pelo Mr Jeison. Oh !!!  That’s me !!! No decorrer da conversa, ele perguntou se eu gostaria de passar por uma pré entrevista com ele afim de me avaliar e falarmos um pouco sobre meus planos de carreira aqui. Aceitei, é claro, e perguntei qual seria o melhor dia para ele, e ficou marcado de eu ir ao escritório dele hoje por volta das 9:30, ai teve uma outra pergunta, que não me lembro exatamente qual agora, mas que ao invés de eu responder “Yes”, eu disse “Oui”, foi quando ele solta em francês, você fala francês !!! Então vamos falar em francês, e assim foi o resto da conversa…

Hoje acordei mais cedo, passei uma camisa social, e lá fui eu para o escritório dele, que fica na Place D’Armes, aqui no que eu chamo de centro. Ele ocupa uma sala em um andar do prédio, que tem uma secretária que é compartilhada com outros escritórios no mesmo andar. Bem prático para escritórios pequenos.

A conversa foi bem tranquila, é um rapaz novo até, me recebeu em inglês, mas logo perguntou em qual idioma eu preferia me comunicar e eu optei pelo francês, apesar de ter mais vocabulário em inglês, o francês está mais “fresco” na minha cabeça. Na sala dele, me deu as boas vindas à Montréal, e perguntou sobre minha experiência nas empresas anteriores, perguntou porque eu sai das ultimas empresas, disse que meu curriculum estava em um bom formato, mas mesmo assim me sugeriu umas duas alterações. Disse para eu nem pensar em trabalhar com outra coisa fora da minha área, pois eu não precisaria, que minha experiência é suficiente para trabalhar como desenvolvedor pleno, e em pouco tempo passar para senior ou fazer apenas analises. Falou também que meu francês é bom, e que eu devo continuar estudando inglês, pois o mercado de trabalho precisa muito de profissionais que falem os dois idiomas, aqui tem muito profissional que fala inglês ou francês, mas é mais raro os bilingues. Perguntou também se eu já estava disponível para começar a participar de processos de seleção, mas eu disse que seria melhor apenas no próximo mês, pois ainda estou correndo atrás de muitas coisas, documentos, aluguel, etc…  Mas ele disse que iria me mandar algumas vagas para eu analisar.

Perguntei como a empresa dele trabalhava, pois sei que existem empresas de recolocação que cobram um valor ou percentual do salário do candidato. Mas a Abacus é uma empresa de RH, onde a empresa que busca o profissional que paga pelo serviço dele, eu não tenho que pagar nada e nem me comprometer com nada. Muito bom pra mim !!! hehehe…

Perguntei também como anda o mercado, e ele disse que minha área de atuação está bem aquecida. Eu tinha ideia de vir para cá e começar com um salário de 35 mil por ano, mas ele me disse pra esquecer isso, que eu devo ter como mínimo algo em torno de 45 a 55 por ano.

Imaginem como sai de lá, todo empolgado, hehehe…

Agora mais do que nunca, como tudo indica que em breve começarei a trabalhar, eu tenho que correr atrás do resto dos documentos, procurar garderie pra pequena e um apê pra alugar, além de curtir a cidade e descobrir coisas legais pra fazer, pois estamos ficando muito em casa !!

Bom, é isso…

Agora vou atualizar meu CV mandar pra ele e curtir o resto da tarde, que está linda aqui.

Abraços a todos.

Posted in Canadá, Jeison | Etiquetado: , , , , | 29 Comments »

La neige et le soleil

Posted by Jeison em 3 de maio de 2010

Segunda-feira

Nosso segundo dia aqui, foi bem curto também. Basicamente passamos a segunda-feira dando uma “geral” no apê e nas nossas coisas. Passamos aspirador, desfizemos algumas malas, fomos ver as coisas que estavam contempladas em nosso “pacote” moradia.
Como comentei no post anterior, acordamos tarde, efeito da viagem ainda eu acho, nem tínhamos visto a noite ainda, e acabamos almoçando tarde também, mas lá pelas 15 resolvemos ir no HSBC, que fica na próximo a McGill, como estávamos sem internet, fomos meio na sorte, andamos até a estação Cadillac (5 minutos), o tempo estava agradável, uns 16 graus, mas ventando bastante, lá fomos ver como obter o cartão opus, que pra galera de SP é uma espécie de bilhete único, falei em francês com o cara da bilheteria e meio aos trancos conseguimos comprar dois cartões com 10 viagens cada, deu uns vinte e pouco dolares cada cartão. Tem uma outra opção de recarga, que fica bem mais barato, que é o mensal, mas como já era dia 26 não valeria a pena comprar. Entramos no metro, meio perdidos em relação à que lado deveríamos entrar, mas logo nos achamos e fomos para a plataforma. Já tinham me falado, mas eu tinha esquecido, os trens do metrô daqui além das rodas e trilhos de aço, tem um sistema de pneus de borracha também, acho que é para diminuir a vibração, estranhamos o barulho que é bem diferente do de SP, e também o trem é bem mais estreito, não tem corredor, acho que eles contam que todos conseguirão sentar.  Mas mesmo assim, nunca pegamos o metrô cheio, e já pegamos em diferentes horários. Fiz um videozinho, mas a qualidade está péssima.

Pneus de borracha

Metrô de Montréal

Nessas fotos achadas no google dá pra ter uma noção melhor, já que minha pobre câmera não ajudou muito…  hehehe

Interior do vagão

Nessa outra foto, dá pra se ver melhor como o trem é bem mais estreito… O espaço entre um banco duplo e outro, só dá pra passar mesmo, não dá pra ficar parado no corredor… E nem tem no teto onde segurar, pra ficar em pé a única opção é  uma barra que fica perto da porta ou surfando mesmo…  hehehe…

Bom, a estação McGill era nesta mesma linha onde estavamos, não precisamos fazer baldeação nenhuma, descemos e saimos andando sem rumo, mas logo visualizamos o logotipo do HSBC, que fica bem perto da estação. Estávamos preocupados em encontrar o banco fechado, mas ainda estava aberto, aqui fica até as 16:30. Falei com o pessoal do balcão de informações e ele me encaminhou pra fila geral, não precisaria falar com nenhum gerente. O caixa me recebeu muito bem, cadastramos nossos PINs (senhas) dos cartões de débito e recebemos formulários para a solicitação do cartão de crédito HSBC Premier, tudo em inglês, na saída já tirei um saldo no ATM (caixa eletronico – Automatic Teller Machine ou ABM – Automatic Banking Machine) só pra testar se estava tudo OK, e estava, ainda bem.  Fomos pedir informação prum segurança do prédio que estávamos, para saber onde ficava o tal de Eaton centre, e aqui achei engraçado, pois eu não penso muito em que idioma vou utilizar, se a pessoa já me recebe com um “Hi”, a conversa vai toda em inglês, se me recebem com um “Bom jour” ai vai tudo em francês, não sei explicar, mas a “chave” que troca o idioma tá funcionando melhor aqui do que no Brasil. Esse segurança me recebeu com bon jour e perguntei pra ele onde ficava o Eaton centre, mas ele não entendeu nada do que eu tava perguntando em francês, ai disse que era um shopping, ai ele disse, ah, o Eaton centre, mas com um sotaque todo inglês, e me deu as coordenadas todas em inglês…  Acho que o problema foio meu sotaque na hora de falar o nome do shopping, é difícil saber como se pronunciar estes nomes próprios, mas foi fácil chegar, e fomos primeiro na Videotron fechar nosso pacote de internet, tv e telefone, agora tudo em francês, e depois fomos na FIDO fechar dois chips de celular, eles não tinham um pacote familiar, onde eu possa falar com a Susana de graça e vice versa, e fechei um plano sem fidelidade, pois fatalmente iremos trocar de operadora, precisamos dessa faciliadade de um poder falar com o outro. Mas isso é mais pra frente, quando me desinibir totalmente no idioma… Tinha ficado muito tarde pra qualquer outra coisa, como comprar o computador, pois já estava tudo fechado. Passavam das oito da noite e voltamos pra casa, contentes e cansados, novamente, metrô vazio…

Terça-feira

Na terça quando acordamos, o tempo estava estranho, parecia estar chovendo, mas estava em câmera lenta, coloquei meus óculos, e não acreditava, era neve ? Que ? O que eu estava pensando, estamos em Abril, quase em Maio !!! Como é possível ?? Mas foi, dormimos com 16 graus e acordamos com zero…

Neve acumulada

Neve acumulada

O pior é que não estamos preparados pra temperaturas assim ainda, isso foi totalmente bizarro, e tínhamos que sair de casa, pois a comida tinha acabado, não tínhamos internet ou tv pra saber o quanto de tempo aquela situação se manteria, e colocamos duas calças, blusas e lá vamos nós 3 na neve, só a Rebecca que tinha gorro, a gente foi do jeito que deu… É bonito, legal pra caramba, mas o vento era de doer, a temperatura era positiva ainda, 0.64 graus celcius, mas com o vento a sensação térmica foi pra menos bolinhas… Foram os 5 quarteirões mais longos de minha vida !!! Voltamos voando e não saimos mais… Demorou pra acumular neve, pois tinha feito 16 no dia anterior, então, o chão e as casas estavam quentes, e a neve caia e já derretia. Começou a acumular primeiro nos carros, fios, etc, que perdem calor mais facilmente.

Fomos dormir e ainda estava nevando.

Quarta-feira

A quarta amanheceu fria, mas sem neve, depois do desjejum saímos para comprar o computador, nos agasalhamos bem e fomos enfrentar o tempo frio, sem saber ainda o que viria pela frente. Foi bem mais interessante, logo na porta de casa pudemos saber porque é tão perigoso quando neva e começa a esquentar um pouco, a água do que vai descongelando transforma a neve que ficou por baixo em gelo, o que fica bem mais escorregadio, tivemos que ir andando com extremo cuidado pra não levar um escorregão. A sensação de andar na neve foi demais !!! Mas logo que chegamos ao centro de Montréal já não tinha mais neve no chão. 😦
Compramos o computador mais simples, só pra acesso a internet mesmo pra mandar curriculums e achar as coisas… Na volta, descobrimos um pedaço da “cidade subterrânea” da qual o Eaton centre faz parte e inclusive é interligado com a estação McGill…  Andamos bastante por baixo da terra, pra conhecer um pouco, mas ainda não tenho a real idéia da dimensão dessa cidade, que na verdade é um complexo de vários shoppings e prédios interligados. Passamos o resto da tarde no Eaton centre, que tem uma área na praça de alimentação com acesso a internet wireless gratuita, já aproveitamos para estrear o note e começar a ler nossos e-mails.

Quinta-feira

Na quinta de manhã, já percebemos que o tempo estava melhorando, e saímos pela manhã para ir no Metro Plus, que é uma rede de supermercados equivalente ao Pão de Açucar, meio caro, mas com bons produtos, não temos muitas opções, pois ainda não conhecemos os “buracos” da cidade e nem tempos carro pra ficar rodando, e esse dá pra ir a pé daqui de casa… Depois fizemos um almocinho e ficamos em casa esperando o cara da Videotron instalar a internet, o que tomou o resto da tarde. A noite, advinhem !!!  Internet e TV!!!  kkkkk

Sexta-feira

Bom, a sexta não tem muito o que contar…  Resumo: Internet e TV !!!  Aff, muita coisa pra colocar em dia…

Sábado

Terminal de Longueil

No sábado,  fomos dar uma volta pelo bairro, ver os parques, andar pelas ruas, encontramos um parquinho free pra Bekinha brincar, tava tendo jogo de campeonato de  baseball (não faço nem idéia de que tipo de campeonato era…).
No final da tarde fomos testar nossos dotes para pegar um transporte coletivo… Fomos numa festa, da esposa do Alcides, que nos buscou no aeroporto, e tivemos que pegar o metrô, fazer baldeação, pegar a linha amarela, descer em Longueil, que é colado aqui em Montréal, e lá pegar um ônibus no terminal, que mais parecia o aeroporto, com portões, asas A,B,C, etc… Fomos para pegar o ônibus 20, que deveria sair as 16:10, mas descobri que eles não são tão britânicos assim…  o ônibus deixou o terminal as 16:05, quem chegou em cima da hora deve ter ficado muito puto da vida !!! Foi tudo muito tranquilo, e não tenho do que reclamar do transporte ainda… Conhecemos vários outros casais de brasileiros de dois até vinte anos de Canadá, com muitas dicas e histórias. Aqui é como no japão, ao visitar alguém, leva-se um presentinho (levamos um vinho), de deixa-se o sapato na porta, fica-se de meia dentro da casa da pessoa que está visitando… Na volta, um destes casais nos deu carona, muito bem vinda, mas já sabemos que não podemos ficar pegando carona assim, pois se um policial para o carro, teremos que pagar multa pela falta da cadeirinha infantil no carro… Não é o motorista que paga, e sim o passageiro que comete a infração.

Domingo

Frente do estádio olímpico

Domingo amanheceu encoberto, mas foi por pouco tempo… Decidimos dar uma de turistas e ir no Jardim Botânico (fotos no picasa), foi muito bacana, e fez um calorão que até a Susana que é acostumada a trabalhar no sol achou demais, deu até dor de cabeça, nela e em mim… Mas valeu muito a pena, passamos a manhã toda e parte da tarde. A parte exterior dos jardins era de graça, talvez por estar em baixa temporada, e então aproveitamos…  Mas talvez pelo mesmo motivo, as fontes, e alguns jardins, como o japonês, estavam fechados, e também achamos que tinham muita pouca plantas e flores…  mas as tulipas eram lindas, tinham todas as cores e tamanhos…  Queremos voltar lá na alta pra ver como é !
O jardim é em frente ao estádio olímpico e biodômo, muito bonitos e imponentes !!!

Com isso completamos nossa primeira semana de Canadá !!!  Iuhuuuuu !!!!

Hoje, segunda-feira, tirei o dia da preguiça, não saímos de casa pra nada… Minto, sai só pra por o lixo na rua…  kkkk…  Mas esvaziamos as ultimas malas, e fizemos uma rearrumação nas roupas e armários… Também liguei lá no setor de imigração do MICC pra marcarmos nosso rendez vous d’accueil, que ficou pro dia 12/05 às 13:00, com um pouco de enrosco no francês, mas acho que anotei tudo direito…  hehehe..

É isso… Bom resto de segunda pra todos vocês !!!

Em breve mais notícias…  Estou procurando saber agora como tirar a carteira de habilitação, já me deram a dica pra marcar a prova prática em Longueil, que reprova menos que aqui em Montréal, se alguém tiver o livrinho da teórica, estamos precisando…

Abraços et à bientôt…

Posted in Canadá, Jeison, Pessoal | Etiquetado: , , , , , | 21 Comments »